LGPD: obstáculo ou oportunidade para sua startup?

setembro 25, 2019 Glaucia Kirch

LGPD: obstáculo ou oportunidade para sua startup?

Se você ainda está entre os 85% das empresas que não se adequaram à LGPD, cuidado: por mais que pareça um obstáculo, buscar a conformidade com a nova lei e garantir a segurança dos dados é fundamental para te dar respaldo no mercado

Os impactos da nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que entra em vigor em menos de um ano, não se restringirão às grandes empresas: pequenas e startups também precisarão adaptar o tratamento que dão às informações aos rigores da legislação. Caso contrário, o prejuízo pode ser significativo – como você pode conferir no post “Por que as empresas continuam perdendo milhões em incidentes de segurança”.

Todo negócio que envolva a coleta e tratamento digital de dados dos clientes, para qualquer finalidade (marketing, cadastro interno, vendas etc), estará sujeito às obrigatoriedades da LGPD. Mas, se por um lado isso soa como uma verdadeira pedra no sapato, por outro pode ser uma oportunidade de galgar diferencial no mercado.

Para te ajudar a fazer esta comparação, trazemos hoje uma análise sobre alguns pontos. Lembre-se: tudo tem dois lados, e um deles sempre é a seu favor.

 

#Obstáculo – custo para a conformidade

Quem está abrindo/gerindo uma startup sabe muito bem dos custos envolvidos. E o budget, normalmente enxuto, precisa ser otimizado desde o marco zero. Como startups são empresas essencialmente digitais, a conta da conformidade com a LGPD também entra neste cálculo, e é aí que questões relacionadas à adequação, nos âmbitos estratégico, tecnológico e legal, podem pesar no orçamento. Mas até mesmo nesse ponto dá para fazer do limão, uma limonada, lançando mão de recursos que ajudam a diminuir os gastos neste processo, como mostramos no post “Quais os custos de uma estrutura de segurança e como reduzi-los”.

#Oportunidade – uso otimizado dos dados

Estabelecer uma política de proteção e conformidade dos dados com a LGPD significa conhecer e definir os usos que sua empresa terá com estas informações. Isso também representa uma possibilidade positiva para as startups. Com um maior controle, elas poderão organizar e estabelecer políticas de tratamento dos dados que terão impacto no seu negócio.

Além disso, quanto mais em conformidade com a legislação estiverem, mais as startups serão atrativas para clientes e investidores. Entenda um pouco mais sobre isso no post “Como Garantir Credibilidade Em Tempos De Ameaças Cibernéticas”.

#Obstáculo – Desvios para a inovação

A maioria das startups nasce de uma ideia, com um foco especial na inovação. Pensar em regulações e necessidades para ficar em conformidade com a lei pode parecer um desvio deste foco (afinal, em seu projeto inicial, nem passava pela sua cabeça os aspectos “quadrados” que costumam aparecer quando se fala em âmbito jurídico-legislativo).

Por isso mesmo, muitos CEOs de startups avaliam a preocupação com a LGPD como algo que vai contra a essência da criação de uma empresa digital. Para eles, estas são criadas de forma mais espontânea, e os ajustes necessários são feitos à medida que o negócio avança. Ajustes dentre os quais entram a segurança da informação e a conformidade, quando o assunto é a nova lei. E, se não estavam habituados a pensar nisso desde o início da operação, agora são obrigados a fazê-lo (para o bem do negócio).

Só que isso não precisa ser um bicho de sete cabeças. Se surge como um obstáculo, há formas de contorná-lo, e algumas delas, que permitem trazer adequação sem perder a inovação, nem engessar a escalabilidade, podem ser conferidas no post ”Saiba Por Que A Segurança Da Informação NÃO Engessa A Escalabilidade”.

#Oportunidade – mais segurança e mais confiança

Partindo do mesmo pressuposto da inovação, tudo o que foi colocado como obstáculo no tópico acima pode ser visto como oportunidade. Como¿ Ora, conceitos como design focado em privacidade, perfis de usuários e portabilidade de dados abrem um leque de possibilidade para criar soluções inovadoras e pensar na personalização e construção de confiança junto ao cliente.

As startups que prestarem atenção a esta tendência, e saírem na frente para usar isso como um elemento de valor em suas soluções, terão não apenas conformidade com a lei, mas também um diferencial competitivo

 

Obstáculos ou oportunidades, uma coisa é certa: todos estes pontos são importantes e devem ser levados em consideração por quem tem ou está pensando em criar uma startup, já que se adequar à LGPD não será opcional.

Se o impacto disso para o negócio será positivo ou negativo, cabe aos gestores decidir. E há formas de orientar essa decisão da melhor maneira: com o apoio de um parceiro com know-how em LGPD, conformidade, segurança da informação, obstáculos poderão ser facilmente transpostos – e, na maioria dos casos, transformados em oportunidades ou diferenciais.

E caso sua startup já tenha decidido iniciar a estratégia de adequação à nova lei, mas ainda não tenha escolhido a solução e o fornecedor por motivos como budget, dúvidas em relação a expertise dos terceiros, incertezas sobre serviços remotos, fica aqui a dica: semana que vem trataremos exatamente disso aqui no blog. Acompanhe.

, , , , , , , , ,
WhatsApp chat